O desafio da educação frente as deficiências, Transtornos Globais do Desenvolvimento e Altas Habilidades/Superdotação

Objetivo:

Oportunizar conhecimentos específicos diante das deficências, Transtornos Globais do

Desenvolvimento e Altas Habilidades/Superdotação, instrumentlizando-se de situações

práticas.

Conteúdos:

– Deficiência Física

Conceituação;

Principais ocorrências;

Posicionamento do aluno com deficiência física ;

Manuseio e transferência do aluno;

Principais adaptacões;

Mediações pedagógicas;

Sugestões de materiais.

– Deficiência Intelectual

Definição;

Nomenclatura;

Causas;

A relação professor e aluno;

As possibilidades de trabalho em sala de aula;

Aprendizagem colaborativa;

Socializando uma experiência positiva: é possível trabalhar a mesma atividade,

porém com um propósito diferenciado?

Deficiência Múltipla e Surdocegueira

Definições;

Classificações;

Causas mais frequentes;

Possibilidades de trabalho – como mapeá-las:

– Comunicação alternativa;

– Mapa de Comunicação;

– Prancha temática;

– Rotina / calendário.

– Pessoa com Surdez e Deficiência Auditiva

Definições;

Graus de Perda Auditiva;

Cuidados básicos com o Aparelho;

Trabalho com o aluno surdo:

– mediações pedagógicas;

– recursos pedagógicos necessários;

– um pouco sobre LIBRAS;

– a importância da estimulação precoce;

Trabalho com o aluno deficiente auditivo:

– mediações pedagógicas;

– recursos pedagógicos necessários.

– Pessoa com Cegueira e Baixa Visão

Definições;

Principais causas;

Vivenciando uma experiência;

Trabalho com o aluno cego:

– desenvolvimento dos sentidos;

– materiais necessários;

– autodescrição ;

– um pouco sobre BRAILLE;

Trabalho com o aluno com baixa visão:

– auxílios ópticos;

– auxílios não ópticos;

– situações facilitadoras para a inclusão do aluno.

Transtorno Global do Desenvolvimento

Definição;

Quem são os alunos com Transtorno Global do Desenvolvimento?;

Trabalhando com a prática:

– como se dá a comunicação;

– diferença entre fala e linguaguem;

– rotina sistematizada;

– sugestões de variações de rotinas;

– adaptações de materiais.

Altas Habilidades e Superdotação

O olhar do professor;

Observar os comportamentos dos alunos é importante – algumas dicas;

Os vários perfis dos alunos com altas habilidades;

Como realizar o trabalho em sala de aula;

As estratégias diversificadas.

Metodologia:

Aulas expositivas, estudos de caso, sugestões de atividades e boas situações de

aprendizagem.

 

1999

Carga horária: 30 horas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: